Utilizado em motocicletas de menor porte como substituto aos freios ABS, o sistema de freios combinados é uma opção para ajudar na segurança da frenagem.

Prestes a se tornar obrigatório em motocicletas no país até o ano de 2019, os sistemas de auxílio à frenagem vem ganhando espaço nas motos produzidas por aqui, sendo que as motocicletas com mais de 300cc serão obrigadas a ter o sistema ABS ao saírem da linha de produção.

Já para as motocicletas abaixo de 300cc, será permitido o uso do sistema de freios combinados, que é uma opção mais barata ao sistema ABS, e sendo que uma das opções deverá ser adotada nas motocicletas do país segundo a regulamentação.

Explicamos agora como funciona o sistema de freios combinados e também quais as diferenças entre ele e o sistema de freios ABS. Confira no Manual da Moto Motorede!

Freios Combinados UBS

O que são freios combinados para motos?

Desenvolvido para motocicletas menores e sendo uma alternativa mais barata ao já conhecido ABS, o sistema de freios combinados (como o sistema batizado de USB na Factor 2018) é uma solução de segurança que pode ser utilizada em motocicletas de até 300cc.

Nesse sistema a melhoria de frenagem se deve à ação simultânea dos freios durante a frenagem, sendo que ao usar o pedal, que ativa apenas o freio traseiro, parte da força de frenagem é direcionada sistematicamente ao freio dianteiro, combinando e equilibrando assim a força da frenagem.

O que é sistema de freios combinados

O sistema de freios CBS, equipado na CG 150 Titan desde 2015, faz com que, ao piloto pisar no pedal de freio traseiro, o freio dianteiro receba automaticamente 25% de sua capacidade total de desaceleração. Os 75% restantes só se aplicarão à roda dianteira caso o piloto acione o manete de freio dianteiro. Isso garante uma boa eficiência no momento da frenagem e ajuda os novos pilotos que desconhecem a maneira correta de desacelerar a motocicleta.

Os freios combinados agem de forma diferente do sistema ABS, que usa de uma tecnologia eletrônica mais avançada, onde o ABS atua impedindo que o motociclista aplique pressão excessiva no comando de freios evitando o travamento total das rodas, o que poderia levar a arrasto dos pneus e perda de controle da motocicleta.

Tudo sobre freios combinados

Porque os freios combinados são importantes?

Por conta de um velho “vício” de pilotagem brasileiro, parte decorrente da estrutura deficitária das auto-escolas brasileiras, o motociclista novato é ensinado apenas a frear utilizando o freio traseiro, o que pode fazer com que ele passe a acreditar que o “responsável” pela frenagem total da moto é o freio traseiro.

No entanto, o uso combinado dos freios traseiro e dianteiro são a melhor opção em casos de necessidade de frenagem emergencial, evitando tanto o travamento das rodas por excesso de pressão, quanto freadas mais bruscas e perda de controle da moto.

Por ser utilizado especialmente nas motocicletas de menor porte, que em geral são as mais utilizadas pelos motociclistas iniciantes e as mais vendidas do mercado, o sistema de freios combinados tem potencial para se tornar um importante item de segurança, ajudando a diminuir os acidentes de trânsito causados por frenagem incorreta.

Fotos: Divulgação

Fonte: Motorede

União Motorcycle – Unindo Através das Duas Rodas