Rota do Lagarto no Parque Estadual da Pedra Azul, município de Domingos Martins no ES, um dos locais mais belos que já conheci!!

Caratinga MG / Pedra Azul ES

Caratinga MG / Pedra Azul ES

Saímos dia 07/10/15 com nossos destinos, Eu e Fernanda à Pedra Azul, Pablo, Graça e Augusto Rocha ao Pico da Bandeira em Alto Caparaó e que depois de dois dias nos encontrávamos em Caratinga novamente para resgatar a moto do Pablo e seguir viagem.

Seguimos junto pela BR 116 até Realeza onde pegamos BR 262. Passando por Manhuaçu eu continuei pela BR 262 e os outros entraram a direita na MG 111 com destino a Alto Caparaó, Pico da Bandeira.

De Caratinga ao Parque Estadual da Pedra Azul era cerca de 220 km pela BR 262 em direção a Vitória ES. Estrada muito boa com muitos vales, clima agradável e vasta vegetação. Eu não tinha pressa, queria ver cada local e memorizar os que não conseguiria fotografar.

Nesse trecho, após Manhuaçu, também observei uma grande área queimada do Parque Nacional do Pico da Bandeira. Naquela época havia ocorrido um grande incêndio na região.

Venda Nova do Imigrante - Festa da Polenta

Venda Nova do Imigrante – Festa da Polenta

Passando pela cidade de Venda Nova do Imigrante observei que a cidade estava muito colorida e aminada. Foi quando percebi que a cidade estava comemorando a Festa da Polenta. Logo após a cidade passando por um vale na BR 262 tinha uma faixa amarrada de um lado ao outro com cerca de 900m de extensão escrito “FESTA DA POLENTA”, cujo Augusto Rocha tinha falado sobre essa faixa pois ele havia passado a caminho de Caratinga.

Pedra Azul

Pedra Azul

Após a cidade de Venda Nova do Imigrante, cerca de 16 km chegamos à Vila de Pedra Azul e logo avistamos a Pedra Azul. Com sua imponência se destacando a distancia nos deixando insignificantes perante ela. Era quase fim de tarde quando tivemos o primeiro contado com a Rota do Lagarto que tem uma extensão de uns 9 km entre as rodovias BR 262 a ES 164. O nome Rota do Lagarto tem essa origem devido uma formação rochosa encravada na Pedra Azul que se parece com um lagarto e onde em todo o percurso da estrada você visualiza essa formação rochosa. Fomos e voltamos pela Rota do Lagarto, onde a estrada é toda pavimentada com um trecho com paralelepípedos e depois asfaltada. Nesse primeiro trecho, quando você entra na estrada, parece que você está dentro de um túnel feito por árvores que deixa a estrada escura e a temperatura cai, fazendo com  que o frio prevaleça.

Túnel de àrvores

Túnel de árvores

Mais adiante, após o trecho do túnel, ao virar em uma curva você da de cara com um monumento da natureza, a Pedra Azul

Parque Estadual da Pedra Azul

Parque Estadual da Pedra Azul

E logo após você chega ao Parque Estadual da Pedra Azul com um infraestrutura de estacionamento e lojinha com venda de souvenir, e se você observar bem, o telhado é coberto com grama.

Pousada Pertele e ao fundo Vila de Pedra Azul

Pousada Pertele e ao fundo Vila de Pedra Azul

Fizemos nosso check-in na Pousada Peterle, que Luiz Almeida e Marta, também, tinha nos indicado. A pousada fica no começo da Rota do Lagarto na BR 262. Na Rota do Lagarto existem várias outras pousadas com ótimas acomodações.

A beira da lareira

A beira da lareira

Depois fomos a cidade comprar vinho, salame, queijo e outros petiscos para ficarmos a noite à beira da lareira no sofá cama namorando, aproveitando o frio e o estalado da lenha queimando. Muito romântico, mas deixa um cheirinho de fumaça.

A beira da lareira

A beira da lareira

Para nossa surpresa, depois, soube que o chalé 06 que ficamos foi o mesmo que o Luiz Almeida e Marta ficaram quando passaram por la.

Chalé

Chalé

Os dias que passamos no Parque podemos conhecer a bela vista da Pedra Azul, que nem todo dia era azul, dependia da luminosidade do sol com as plantas que encobriam a rocha, a Rota do Lagarto  e também fizemos um passeio a cavalo no Fjordland Cavalgada, com seus cavalos da raça Norwegian Fjord Horse (NFH). Mas no Parque há também várias trilhas e caminhadas para você conhecer e interagir junto a natureza.

Cavalgada

Cavalgada

Foram momentos impares e inesquecíveis para mim e Fernanda, mas tínhamos que retorna à Caratinga para encontrar com Pablo, Graça e Augusto Rocha que já haviam escalado o Pico da Bandeira e também estavam retornado.

Aleksander Soares – União Motorcycle

Unindo Através das Duas Rodas