Dot Robinson nasceu em 22 de abril de 1912, na Austrália, e foi motociclista mesmo antes de nascer. Quando sua mãe entrou em trabalho de parto, seu pai, James Goulding, a levou para o hospital em um sidecar. Goulding foi um designer de carros e piloto amador e seus desenhos eram famosos por sua confiabilidade. Ele se mudou para os Estados Unidos em 1918 para expandir o negócio de sidecars e afamília se estabeleceu em Saginaw, Michigan, abrindo uma concessionária de motocicletas.Dot cresceu neste universo e começou a pilotar muito jovem. Ela conheceu seu futuro marido, Earl, enquanto estava no colégio. Os Robinsons se casaram em 1931 e ambos participaram de corridas de resistência. Dot ganhou seu primeiro troféu em 1930 na corrida de Endurance Flint 100.

Foto: Google Imagem – Dot Robinson

Depois que o casal bateu o recorde transcontinental competindo juntos em 1935, a Harley-Davidson perguntou aos Robinsons se gostariam de abrir uma concessionária. Logo depois o casal se mudou para Detroit e abriu uma loja Harley-Davidson de sucesso, que funcionou até 1971. Em 1934, Dot competiu em seu primeiro Campeonato Nacional Jack Pine de Endurance em seu estado natal, Michigan. Em 1940, ganhou o famoso Jack Pine na classe sidecar, tornando-se a primeira mulher a vencer no AMA (American Motorcyclist Association) uma competição nacional. Ela repetiu a façanha em 1946. Após os Robinsons venderam sua concessionária em 1971, o casal viajou de moto. A viagem favorita de Dot foi uma excursão de 6.000 milhas através do país de seu nascimento, a Austrália. Earl morreu em 1996, mas Dot se manteve pilotando até janeiro de 1998 com a idade de 85, quando uma cirurgia no joelho tornou tudo muito difícil e a rotina de pilotagem teve que ser abandonada. Dorothy Robinson faleceu em 08 de outubro de 1999. Ela tinha 87 anos de idade.

Foto: Google Imagem – Dot Robinson

Em 1939, Dot conheceu uma motociclista da Nova Inglaterra chamada Linda Dugeau e juntas decidiram fundar uma organização de mulheres motociclistas. Dentro de um ano, a Motor Maids foi estabelecida. A organização foi fundamental para convencer muitas mulheres iniciarem no motociclismo por elas mesmas. Acompanhando a ideia de Linda Dugeau, Dot procurou em todo os Estados Unidos mulheres que possuíam e andavam em suas próprias motocicletas. Encontrando 51 senhoras fundou em 1940 o Motor Maids da América Inc. Dizia ela: você pode muito bem pilotar uma moto e ser uma dama! Dali em diante, a premissa básica do grupo composto só por mulheres é: pilotar suas próprias motos, sempre arrumadas e com classe, como senhoras de fino trato! O lema é a espinha dorsal da organização até hoje!! Atualmente o Motor Maids possui aproximadamente 1.200 integrantes em todo os Estados Unidos e Canadá. Dorothy Robinson é umas das poucas mulheres no Motorcycle Hall of Fame Museum. Viva as pioneiras!!!

Foto: Google Imagem – Convensao Motor Maids 2015 – Canadá

Ano passado aconteceu o 75º Convenção Motor Maids no Canadá, esse ano acontecerá o 76ª Convenção Anual  em Santa Fé – Argentina, na data de 5 a 7 de julho.

Foto: Google Imagem – Convite Motor Maids desse ano.

Editora: Tania Karla – MC Cobra Leste

Fotos: Google Imagem

Fonte: mulheres-motociclistas.blogspot.com.br/

União Motorcycle Unindo Através das Duas Rodas